ANSIEDADE A CRISE DE NOSSOS TEMPOS

ANSIEDADE A CRISE DE NOSSOS TEMPOS

Você já se perguntou porque nos sentimos tão ansiosos?

Se a gente olhar de verdade para as pessoas ao nosso redor, amigos, familiares, todos sem exceção se sentem perdidos frente as questões que estamos enfrentando. A OMS diz que 33% da população mundial sofre de ansiedade.

Os paulistanos levam a pior nessa estatista, 29,6% dos paulistanos são atingidos pela ansiedade.

Considerada por especialistas como um mal dos tempos modernos, a ansiedade vem, de forma rápida e impiedosa, tomando conta do Brasil e do mundo.

Este artigo pretende ajudar você a entender o que é a ansiedade e ensinar você a aprender a conviver com esse sentimento.

Hoje em dia, ficamos sabendo de todos os desastres naturais, todos os ataques terroristas, todos os mal tratos aos animas, e todos os descuidos e violência contra o com o Ser Humano, enfim, sabemos de tudo o que acontece ao redor do mundo, e nos sentimos vulneráveis. E, muito mais do que isso, nos sentimos incapazes se não sabemos palpitar sobre a crise mundial, os refugiados, a economia e se não temos um corpo perfeito. Essa avalanche de informação também nos traz ansiedade.

Mas como eu sei que você, assim como eu, não quer ser um eremita no mundo, mas quer sim, estar no mundo e dar a este a sua colaboração, precisamos entender que vivemos na época em que tudo virá até nós, e caberá a cada um de nós aprender a lidar com essa realidade e fazer as nossas reflexões e as nossas melhores escolhas.

A solução para a ansiedade de nossos tempos está em reconhecermos que vivemos um limiar de eras, as respostas que antes acalentavam nossos corações, já não acalentam mais.

Estamos no limiar, um portal para um mundo mais humano, mais amoroso, mais correto está diante de cada um de nós, por isso nós nos sentimos ansiosos, sabemos que precisamos adentrar a esse portal se quisermos seguir adiante.

Costumo dizer que estamos em um beco sem saída, e o mundo exige algo de nós, exige nossa humanidade.

Todos nós vivemos em uma zona intermediária, pois já não somos quem costumávamos ser, e ainda não somos aquela pessoa que estamos nos transformando.

Vendo todo o mal no mundo, sabemos que temos que fazer algo, fazer o bem, mais ainda não estamos plenamente dotados dessa habilidade, ainda não estamos, mas um dia vamos estar.

Hoje toda a humanidade, está diante de um túnel longo e escuro, entre duas fases da nossa vida, e claro nessas ocasiões, ficamos sempre sensíveis e vulneráveis, e a ansiedade nos domina.

Então, eu te convido a entrar no portal, avançar adiante com seus sonhos, com suas metas, com sua humanidade, entre e caminhe na direção do outro e do bem comum.

A ansiedade vai permanece lá, isso não podemos mudar, mas a consciência de que ela existe pelo simples fato de que quero ser melhor e quero sim, ser eu mesma no mundo, e a conclusão de que eu já estou indo nessa direção vai alivia lá bastante.

Uma dica que você não pode esquecer, é se você optar por entrar no portal da vida, este mesmo que está a sua frente, você deverá estar muito atento às sincronicidades. Tem muita gente fazendo essa travessia, esteja atento aos encontros com pessoas ou circunstâncias, pois aí estarão suas oportunidades.

Meu convite é para que você esteja sempre receptivo e aberto ao novo progresso, aberto a vida, que você caminhe na direção dela, sem medo, ou com medo mesmo. Faça isso com a mente, o coração e vontade aberta, pois somente em períodos de receptividade uma pessoa responderá a um chamado a aventura ou ao amor. E é exatamente isso que a vida quer de você.

Cale a voz do medo, caminhe em frente com coragem e confiança, e saiba que você vai adentrar ao portal da vida contemporânea, você vai fazer parte daqueles que foram, vai adentrar ao lugar da sensibilidade poética, da vida, das emoções, da realidade visível do mundo espiritual. Esse é o chamado de nossa época, como sei que você vai atender já lhe digo…

Seja bem-vindo, vai ser bom encontrar você na minha travessia.

Se você gostou, compartilhe com seus amigos, chame todos para essa viagem em direção a vida e ao que de melhor existe nela.

Com calor e afeto

Luciana Fernandes
Palestrante e Consultora em Saúde Psicossocial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *